quarta-feira, 9 de julho de 2008

generosidade

No decorrer de nossa vida convivemos com as pessoas e cada uma delas nos traz alguma coisa, algum sentimento.
Existem aquelas que o tempo todo nos dão carinho, amizade e o melhor de si. Por vezes, somos até injustos, pois apesar de lhes querermos bem, passamos a considerar isso uma rotina, algo normal e nem percebemos o real valor de toda essa dedicação. De uma forma ou outra, no entanto, somos sempre gratos pelo seu constante desvelo e carinho.
Existem também aquelas que, por uma razão ou outra, nem sempre nos fazem tanto bem assim e algumas que chegam até a querer nos prejudicar por um motivo qualquer. Quando isso acontece, é como se olhássemos no espelho e víssemos sombras por toda a parte. Machuca-nos a alma e surge a mágoa.
Mas, dentro de todas essas situações, devemos considerar uma coisa:
Essas pessoas que, de maneira deliberada ou não, fazem-nos algo que não consideramos bom, no entanto, nos ensinam muito. São essas situações que nos ensinam a tolerância, a compreensão, a malícia e ensinam também o valor daqueles que nos querem e fazem bem. Das situações difíceis, sempre saímos com uma experiência e uma visão melhor das coisas.
Por essa razão, temos que obrigatoriamente concluir que também são professores em nossas vidas. Temos que admitir que o ser humano, ainda que não queira, mesmo de maneira involuntária, acaba sempre contribuindo para nossa evolução e progresso.
Ou seja, o ser humano é em qualquer circunstância, no mínimo, generoso. E por isso deve ser amado.
Quando percebemos essa verdade, é exatamente o momento de enxergar à nossa volta e saber que entre todos, sem exceção, sempre haverá a oportunidade da luz.
texto: paulo moreira

5 comentários:

Rosani disse...

Olá! Paulo

Que dizer da seu texto!? maravilhoso em todos os sentidos, repleto de sentimentos e capaz de nos transportar na leveza, e numa profunda paz!

beijos

Josemar Pires Ribeiro -andante disse...

Oi Paulo...
Como sempre bons textos que nos leva a refletir... parabens...
grato pela visita ao meu espaço...
aguardo o livro...

Pati disse...

Olá,guri...rsss
Parabéns pelos textos,estão lindos.
Muita correria para o lançamento do livro??Espero q esteja tudo bem...beijosss

*Se quiseres coloco lá no meu blog uma divulgação do teu livro...é só confirmar.

Ivete disse...

Oi Paulo,
Seu texto é todo generosidade, só pessoas como você conseguem nos transmitir tudo aquilo que sentem quando os escreve...
Lindo....
bjssssss

Rai pires disse...

O que dizer do texto:INCONFUNDÍVEL.Abraços Raimundo Pires