quinta-feira, 23 de julho de 2009

para onde meu coração me levar

7 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Esta imagem é indescritível! Tenho um cachorro igualzinho à foto, e eu sei o quanto é um doce companheiro para todas as horas...
Um abraço

Eloa Braga disse...

Todos temos um lado criança, mas...a vida ensina que não há vento favorável pra quem não sabe onde vai!
Ajude seu coração!! Ele vai agradecer!!!
Beijos!

Luísa disse...

Uma coisa é certa:
não vais só!

Beijinho terno!

Lucia disse...

Há ocasiões em que nos vemos assim: as malas estão prontas, tudo o que é verdadeiramente importante está na bagagem ou ao nosso lado. Estamos parados no início da estrada que sabemos ser a nossa e no final da qual a felicidade nos espera. No entanto, por razões que fogem ao nosso controle, não podemos iniciar a jornada naquele momento.Nos pegamos então meio cabisbaixos, tal qual crianças a quem não pertecem as decisões.
É neste momento que temos que levantar a cabeça, lembrar o árduo caminho que percorremos, mirar firmemente nosso objetivo e seguir.
A certeza de que no final da estrada há alguém que no ama, nos admira e espera por nós é o que faz toda a difereça.
Beijos carinhosos
Lu

Tais Luso de Carvalho disse...

É impressionante como os cães são dependentes do homem; no afeto e na companhia. Sou pelos cães, amo-os demais. Neles não encontramos a inveja, a mágoa, o desprezo, a ironia e todos os defeitos próprios da nossa raça. E ainda tem gente que os maltrata.

Essa foto comove: são sempre solidários, na doença, na solidão, na tristeza.

Beijos
Tais luso

Fada do Mar Suave disse...

Uma imagem emocionante que toca o coração. Com carinho da Fada do Mar Suave.

ONG ALERTA disse...

Sim com certeza ele irá até aonde aguentar, um dia pr vez e com muita saudade...